Mais de um quinto das pessoas de baixa por doença estavam aptas para trabalhar

A secretária de Estado da Segurança Social revelou no Parlamento que, até setembro, foram realizadas 224.796 juntas médicas, mais do que em todo o ano de 2014 e tantas quantas as efetuadas em 2015.

 

Cerca de 21,5% das pessoas que estavam de baixa por doença entre janeiro e setembro deste ano e que foram chamadas a juntas médicas foram consideradas aptas para trabalhar.

Os dados são do Ministério da Segurança Social, que esclarece que nem todas as situações podem ser consideradas fraude.

A secretária de Estado da Segurança Social revelou no Parlamento que, até setembro, foram realizadas 224.796 juntas médicas, mais do que em todo o ano de 2014 e tantas quantas as efetuadas em 2015.

Cláudia Joaquim lembrou que em 2016 já tinha havido um reforço da fiscalização aos subsídios por doença e sublinhou que o serviço de verificação das incapacidades temporárias está “a recuperar de quatro anos de perdas” de recursos.

Por seu turno, o ministro do Trabalho, Vieira da Silva, já tinha anunciado que a fiscalização às baixas por doença vai ser melhorada e que haverá novos critérios de controlo para que o combate à fraude seja mais eficaz.

Ademar Dias

ÚLTIMAS

Há: 11 horas

Há: 13 horas

 

Localização

Rua dos Pelames - Terminal Rodoviário, 1º Andar 8800 Tavira, Portugal

 

 

 

 

 

Contactos

Telefone: +351 281 380 240

Emails:

Geral: horizontealgarve@gmail.com

Secretaria: horizontesecretaria@gmail.com

Redação: horizontenoticias@gmail.com

 
Zircon - This is a contributing Drupal Theme
Design by WeebPal.