N Engenheiros
Autarquia de Loulé apresenta catálogo da exposição “O Homem que só queria ser Tóssan” e livros inéditos do autor

Vão ser apresentados no dia 22 de agosto, quinta-feira, pelas 18h30, nos Claustros do Convento Espírito Santo, em Loulé, dois livros inéditos de Tóssan - “Lógica Zoológica fritos e desfrutos, animália, contos e descontos” e “Tóssan versos côncavos e conversos”, selecionados a partir do espólio literário de centenas de papéis, rabiscados ou passados à máquina quase todos inéditos, e o Catálogo da Exposição “O Homem que só queria ser Tóssan” patente ao público na Galeria de Arte do Convento Espírito Santo, até 31 de agosto.

 

Vidreira Louletano

Infiltração Zero

Vão ser apresentados no dia 22 de agosto, quinta-feira, pelas 18h30, nos Claustros do Convento Espírito Santo, em Loulé, dois livros inéditos de Tóssan - “Lógica Zoológica fritos e desfrutos, animália, contos e descontos” e “Tóssan versos côncavos e conversos”, selecionados a partir do espólio literário de centenas de papéis, rabiscados ou passados à máquina quase todos inéditos, e o Catálogo da Exposição “O Homem que só queria ser Tóssan” patente ao público na Galeria de Arte do Convento Espírito Santo, até 31 de agosto.

As 296 páginas do Catálogo “O Homem que só queria ser Tóssan” revelam muitos testemunhos da espantosa criatividade de quem o seu amigo, o historiador e embaixador brasileiro em Lisboa Alberto da Costa e Silva dizia: «Não queria ser um grande artista, nem um grande ator, escritor ou pintor. Ele queria ser o Tóssan e o Tóssan ele foi plenamente.».

A exposição conta a história da vida e obra de Tóssan, através de 250 peças, entre originais, documentos e materiais.

Tossán (António Fernando dos Santos) nasceu em Vila Real de Santo António, no ano de 1918, e faleceu em Lisboa em 1991. Foi um homem multifacetado que dedicou a sua vida à arte, como pintor, ilustrador, cenógrafo, vitralista, caricaturista, humorista, decorador, designer e gráfico. Mas o que o destacou foi o seu enorme talento e a sua maneira de ser divertida, acutilante e de contador de histórias. Era o humorista total, o poeta do absurdo, o declamador de memória prodigiosa, o incrível conviva que reinava em jantares e festas, desfiando ininterruptamente histórias fantásticas que muitas vezes eram apenas episódios da sua vida real.

 

Ademar Dias

ÚLTIMAS

Há: 4 horas

Há: 9 horas

Há: 11 horas

 

Localização

Rua dos Pelames - Terminal Rodoviário, 1º Andar 8800 Tavira, Portugal

 

 

 

 

 

Contactos

Telefone: +351 281 380 240

Emails:

Geral: horizontealgarve@gmail.com

Secretaria: horizontesecretaria@gmail.com

Redação: horizontenoticias@gmail.com

 
Zircon - This is a contributing Drupal Theme
Design by WeebPal.