Albufeira convoca escolas para Plano Municipal para o Multiculturalismo através de Carlão

Carlão (Carlos Nobre, o ex-Pacman Da Weasel), esteve esta manhã em Albufeira para contatar com os jovens que serão chamados a participar no Plano Municipal para o Multiculturalismo, numa organização do Município de Albufeira, através do CLAIM (Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes). Carlão apresentou os temas “Clara”, “Pediram-me uma canção” e “Fado do Acossado” que se inserem no livro Livres e Iguais, o qual foi oferecido aos mais de 300 alunos presentes. Finalizou com o tema “Os tais”, para delírio dos mais novos.

 

Numa ação do CLAIM - Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes, um serviço da Divisão de Educação e Ação Social do Município de Albufeira, Carlão, o ex-Pacman do grupo Da Weasel, esteve esta manhã no Auditório Municipal para sensibilizar os alunos das escolas do Concelho para a questão da discriminação racial, étnica e xenofobia. Acontece que a comunidade escolar será parte integrante do Plano Municipal para o Multiculturalismo, o qual se encontra em elaboração.

Nesta ação, os alunos foram brindados com o livro “Livres e Iguais”, autografado por Carlão, numa oferta da Câmara Municipal de Albufeira.

O livro é parte integrante do projeto pedagógico com o mesmo nome, “Livres e Iguais”, da autoria de Carlão, que visa promover a interculturalidade, tendo sido desenvolvido em parceria com a empresa Betweien. Este projeto conta com o apoio pedagógico de Helena Costa, autora dos desafios, exercícios e informação que constam no livro, a fim de tais matérias serem exploradas pelos alunos.

Para além de um momento de expressão dramática a cargo da atriz Íris, Carlão conversou com os jovens e interpretou os temas “Clara”, ou “ensaio sobre a Melanina”, acerca da discriminação racional, ainda “Pediram-me uma canção”, sobre “a diferença que inferioriza e a igualdade que caracteriza”, o qual visa alertar contra a discriminação étnica e, por fim, o “Fado do Acossado”, a propósito d’”aqueles que partem na noite escura”, ou seja, os refugiados, sendo este um tema contra a xenofobia.

Carlão referiu que “todos temos que lutar contra os preconceitos que, muitas das vezes, sequer imaginamos que residem em nós. Com este trabalho, eu apercebi-me que também tinha os meus”.

Presente, o presidente da Câmara Municipal, Carlos Silva e Sousa, disse ter ficado “ encantado com o talento de Carlão nestes temas que podem mostrar a nossa parte mais nobre, ou seja, a de sabermos como lutar para sermos iguais. Carlão está de parabéns porque de um modo tão bonito expõe-nos temas tão feios como a xenofobia e a discriminação rácica e étnica”.

Esta ideia tinha sido reforçada no início pela Vereadora responsável pela Ação Social, Ana Pífaro, ao alertar os alunos de que “quebrar tabus, preconceitos e todo o tipo de barreiras entre o entendimento da espécie humana está nas mãos de todos. Há que aproveitar este poder e esta capacidade que temos”.

Antes dos autógrafos e a pedido dos cerca de 400 alunos presentes, Carlão finalizou este encontro com a interpretação do tema “Os tais”, o que levou o auditório ao rubro.

 

Ademar Dias

ÚLTIMAS

Há: 2 horas

Há: 23 horas

Há: 1 dia

 

Localização

Rua dos Pelames - Terminal Rodoviário, 1º Andar 8800 Tavira, Portugal

 

 

 

 

 

Contactos

Telefone: +351 281 380 240

Emails:

Geral: horizontealgarve@gmail.com

Secretaria: horizontesecretaria@gmail.com

Redação: horizontenoticias@gmail.com

 
Zircon - This is a contributing Drupal Theme
Design by WeebPal.