N Engenheiros
Albufeira assinalou Dia da Espiga com Encontro Intergeracional

Reza a tradição que na Quinta-Feira da Ascensão, Dia da Espiga, o dia começa com um passeio matinal pelo campo para colher a espiga. Em Albufeira voltou a cumprir-se a tradição no Centro Educativo do Cerro do Ouro, que juntou mais de 300 participantes, entre crianças e seniores, para celebrar a data. Participaram na iniciativa, o Jardim de Infância dos Caliços, a EB1 de Ferreiras, utentes do Clube Avô, AHSA, Fundação António Silva Leal, Centro Paroquial de Paderne e Santa Casa da Misericórdia de Albufeira.

 

Vidreira Louletano

Infiltração Zero

O Centro Educativo do Cerro do Ouro voltou a acolher as Comemorações do Dia da Espiga, Festa que se celebra na Quinta-feira da Ascensão, uma data religiosa cheia de tradições populares, que até já foi feriado nacional.

O programa começou como manda a tradição, com miúdos e graúdos numa alegre caminhada pelo campo para colherem espigas e flores silvestres, destinadas a formar um bonito ramo, que depois os participantes levaram para casa e colocaram atrás da porta de entrada, onde vai permanecer até ao próximo ano. A espiga simboliza o pão, o malmequer o ouro e a prata para que não falte o dinheiro, o ramo de oliveira a luz e a paz, a papoila o amor e a vida, o alecrim a saúde e a videira o vinho e a alegria, que não podem faltar em todas as casas.

O evento integrou, ainda, diversos ateliers “Calceteiro por uma manhã”, “Confeção do Pão”, “Preparação do Ramo de Espiga” e “Ervas Aromáticas”, dois momentos de dança protagonizados pelo utentes do “Clube Avô”, um almoço partilhado, onde não faltou o caldo verde e o Xerém, os caracóis, peixinhos da horta, o pão acabadinho de cozer no forno, acompanhado de chouriço assado, entre outros pitéus e deliciosas sobremesas.

Para além dos ateliers, o pátio da antiga escola, transformada em Centro Educativo desde 24 de novembro de 2008, foi decorado com um enorme insuflável para alegria dos mais pequeninos, que depois de colherem e preparem a espiga e ajudarem a preparar o pão, ainda lhes sobrou energia para saltos e brincadeiras.

Os mais crescidos não lhes ficaram atrás e antes do almoço, o grupo do Clube Avô mostrou uma bonita coreografia dedicada ao Ambiente. Intitulada “Planeta Meu”, as vassouras foram parceiras desta dança, mostrando que o equilíbrio é necessário ao nível da arte e essencial ao planeta. De caminho, ainda houve tempo para cantar os parabéns a um casal que celebrava, neste dia, 55 anos de casamento.

O presidente da Câmara Municipal de Albufeira estava visivelmente satisfeito com a iniciativa, tendo aproveitado para agradecer aos técnicos da Autarquia e aos voluntários dos vários ateliers do Centro Educativo do Cerro do Ouro “que foram incansáveis” a preparar todos os pormenores para que tudo corresse bem. José Carlos Rolo aproveitou para destacar a importância do espaço, que foi reconvertido com vista ao enriquecimento da comunidade escolar e da comunidade em geral e que tem “um papel fundamental na recuperação da nossa memória coletiva e na transmissão desses conhecimentos às novas gerações”. O autarca terminou a sua intervenção exortando “a alegria e a vontade de viver, que devem continuar sempre”. Reforçou a importância de ajudar os mais jovens,”mas também aqueles que já deram muito de si, com a sua força de trabalho, à comunidade e ao País, para que sintam que há quem se preocupe e os ajude nesta fase da vida. E para isso o convívio é muito importante”, frisou. 

 

Ademar Dias

ÚLTIMAS

Há: 1 dia

Há: 2 dias

 

Localização

Rua dos Pelames - Terminal Rodoviário, 1º Andar 8800 Tavira, Portugal

 

 

 

 

 

Contactos

Telefone: +351 281 380 240

Emails:

Geral: horizontealgarve@gmail.com

Secretaria: horizontesecretaria@gmail.com

Redação: horizontenoticias@gmail.com

 
Zircon - This is a contributing Drupal Theme
Design by WeebPal.